PCP solidário com os trabalhadores da

Imprimir
Criado em terça, 29 novembro 2011, 15:04

pensionistasSanta Casa da Misericórdia da Covilhã

A Comissão Concelhia da Covilhã do Partido Comunista Português, condena a atitude do Provedor da Santa Casa da Misericórdia da Covilhã (dr. Carlos Casteleiro) ao pretender impor sacrifícios aos 130 trabalhadores com um corte de 10% dos salários e  cortar nos subsídios de Natal e Férias durante 26 meses. Perante as dificuldades a receita é sempre a mesma – cortar nos direitos dos trabalhadores. Para o PCP é inaceitável o corte nos salários dos trabalhadores, na sua maioria muito próximos do salário mínimo nacional, e sob a ameaça de despedimento de 30 a 40 trabalhadores, se os trabalhadores não aceitarem a “doação” de parte do salário à SCMC, como designou a administração.

É de sublinhar que os trabalhadores não tiveram nenhuma responsabilidade na situação em que se encontra a instituição e que segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública Sul e Açores “já estão involuntariamente a doar à Santa Casa, uma vez que as tabelas salariais não são actualizadas desde 1 de Janeiro de 2010”.

2019 Organização Regional de Castelo Branco do PCP | www.pcp.pt | Joomla Templates Free.