sobre as obras e transporte rodoviário alternativo na Linha da Beira Baixa

Imprimir
Criado em quarta, 02 maio 2012, 08:54
RECOMENDAÇÃO
No ano de 1893 foi criada a ligação ferroviária entre a Covilhã e a Guarda, através da Linha da Beira Baixa. Este facto constituiu um importante elemento para o desenvolvimento da região e a mobilidade das populações.
Para melhoramentos da linha e para a sua eletrificação (que acabou por só chegar à Covilhã em 2011 faltando ainda estendê-lo até à Guarda) foi este o troço encerrado em Fevereiro de 2009 e criou-se em alternativa um transporte rodoviário da responsabilidade da CP, para funcionar enquanto durassem as obras na linha. Este serviço terminou a 1 de março deste ano. Paralelamente têm ainda sido notícia o encerramento definitivo deste troço que, a concretizar-se, seria mais um fator em prol do abandono a que têm sido votadas as populações do nosso concelho e da região e comprometeria radicalmente a importância estratégica internacional que a linha da Beira Baixa detém!
Acresce ainda um contexto de pagamento de portagens na autoestrada (com ameaça até de se estarem a acabar as isenções), sem comboio, sem ligações de permanentes de autocarro, com as dificuldades crescentes no transporte de doentes, isto é, com cada vez maiores dificuldades na mobilidade em geral das populações…
Perante este cenário torna-se urgente defender o serviço ferroviário público, nomeadamente exigindo a recuperação total da linha da Beira Baixa, como linha estratégica que é para o desenvolvimento da região e do país e onde já foram investidos largos milhões de euros que agora se desperdiçariam caso linha não reabrisse!
É indispensável que a Autarquia assuma um papel de relevo junto das entidades responsáveis para que o troço entre a Covilhã e a Guarda seja reativado e colocado ao serviço das populações.
A Assembleia Municipal de Belmonte recomenda ao Presidente da Câmara de Belmonte que:
1 – Intervenha junto do governo para que rapidamente sejam concluídas as obras e completamente ativada a linha da Beira Baixa, muito particularmente o troço entre a Covilhã e a Guarda;
2 – Intervenha junto da CP para que o transporte alternativo que acabou em 1 de março seja rapidamente posto em funcionamento até que o citado troço seja novamente reaberto.
Pel’A CDU na Assembleia Municipal de Belmonte
Dulce Pinheiro
Belmonte, 30 de abril de 201
2018 Organização Regional de Castelo Branco do PCP | www.pcp.pt | Joomla Templates Free.