Castelo Branco necessita de postos de trabalho com direitos

Imprimir
Criado em terça, 16 maio 2017, 16:00

É necessário defender a Segurança Social e os seus trabalhadores!

Entre 2011 e 2016 foi reduzido o número de trabalhadores da Segurança Social, aumentaram os ritmos de trabalho e verificou-se desinvestimento em equipamentos necessários às suas funções.

A opção que está a ser assumida de criação de Centros de Contacto (Call Center) será certamente um óptimo negócio para as operadoras de telecomunicações, mas não corresponde à natureza das medidas que se impõem para garantir a qualidade e proximidade dos serviços públicos.

O despacho do Governo, em ano eleitoral, para criação de um novo centro de contacto em Castelo Branco insere-se nesta lógica.

A Comissão Concelhia de Castelo Branco do PCP recorda que em 2008 foi criado em Castelo Branco um mesmo centro de contacto da Segurança Social. Os seus trabalhadores foram recrutados através de uma empresa de trabalho temporário (RHmais) com contratos precários. Já em 2012 no Governo PSD/CDS foi extinto e os trabalhadores que sempre foram precários ficaram no desemprego.

Durante o período de funcionamento, não prestou um serviço eficaz aos benefeciários, não por inoperância dos seus trabalhadores, mas porque as informações sobre matérias relacionadas com a segurança social exigem naturalmente conhecimentos técnicos da legislação, das mais diversas áreas, nomeadamente inscrições, contribuintes, prestações familiares, doença, desemprego, pensões, entre outras.

A segurança social necessita de mais postos de trabalho que respondam às efectivas necessidades em Castelo Branco e noutras regiões do País. É necessário preencher as necessidades permanentes de pessoal aos vários níveis da sua estrutura (incluindo nos seus serviços informativos e de atendimento), melhorar as condições dos seus trabalhadores, respeitar os seus direitos e a sua dignidade.

Alertamos ainda para o combate à precariedade nestes centro de contacto, que não só não correspondem às insuficiências dos serviços, criam bolsas de vínculos precários e ocultam as reais necessidades de resposta que urge ser dada.

A Comissão Concelhia de Castelo Branco do PCP  acompanhará esta situação, o respeito pelos direitos dos trabalhadores e dos restantes desenvolvimentos nos serviços da Segurança Social concelhio e regional.

2017 Organização Regional de Castelo Branco do PCP | www.pcp.pt | Joomla Templates Free.