Greve Geral

Imprimir
Criado em quarta, 14 novembro 2012, 15:21

dscf7750

A DORCB do PCP sauda e solidariza-se com todos quanto, num acto de coragem e determinação, aderiram à greve geral do passado dia 14 de Novembro, engrossaando a grandiosa expressão de contestação a estas politicas. No Distrito de Castelo Branco registaram-se adesões significativas quer no sector privado, quer no sector público. Destaque para o sector têxtil onde os trabalhadores aderiram expressivamente em várias empresas como na Alçada e Pereira (100%), Teximax (85%), P. Oliveira (1º turno, 60%) e Carveste (70%), Ropre e Benoli.  Também nas minas da Panasqueira os trabalhadores aderiram em massa no 1º turno com 90% de adesão no interior da mina e 80% no exterior.  Importa ainda valorizar os trabalhadores da Delphi que aderiram à Greve e na Resistrela.

Na área da Saúde  grande adesão dos enfermeiros nos diversos hospitais (Covilhã, Fundão e Castelo branco) assim como do pessoal  auxiliar como 100% no serviço de urgência na Covilhã e  84% de adesão dos enfermeiros no 1º turno.

Assistiu-se também ao encerramento de várias escolas em todo o distrito e na Universidade o Pólo 4 funcionou só com uma aula e as cantinas de Stº António, Ernesto cruz, engenharias e biblioteca estiveram encerradas.

Na Administração local vários sectores encerrados como nos Sectores operários da CM de Castelo Branco e adesões significativas nos Operários da Covilhã  80%, CM do Fundão, Vila de Rei e Sertã e ainda Juntas de freguesias encerradas (Paul, Unhais e Boidobra).

Na Administração Pública destacar ainda o encerramento da repartição de finanças da Covilhã e as adesões no Tribunal de Trabalho na Covilhã, Região de Turismo da Serra da Estrela.

Foram ainda realizadas duas concentrações na Covilhã e Castelo Branco onde os trabalhadores se manifestaram contra estas políticas de agressão e exploração.
2018 Organização Regional de Castelo Branco do PCP | www.pcp.pt | Joomla Templates Free.